sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Lugar de correr é na pista, mas no Brasil isso esta longe da realidade.

Vídeo acidente no Velopark.

  Todos os anos acompanhamos nos mais diversos meios de comunicação acidentes que poderiam ser evitados, na verdade mais do que acidentes são verdadeiros crimes de transito que ocorrem com o apoio de nossos legisladores, são os acidentes causados por corridas ilegais e abuso de velocidade em vias públicas. Primeiramente devemos ressaltar que nosso país é carente de propostas que aproximem entusiastas dos escassos autódromos espalhados pelo território nacional. Manter um carro original com a devida manutenção já não é tarefa simples, peças no Brasil são caras, as de performance custam absurdos, mas quem é fanático por velocidade acaba por se privar de alguns desejos para montar um carro forte, o bólido fica pronto e ai como correr em uma pista segura, apropriada e com todo suporte necessário? Colocar um carro na pista exige dinheiro, uma equipe e investimento em melhorias técnicas que quem gastou dezenas de milhares de reais torna-se impraticável, a solução passa a ser correr nas ruas colocando todos em risco, antes que me esqueça temos ainda o caso de Jacarepaguá no Rio de Janeiro, onde o histórico autódromo foi desativado deixando órfãos os cidadãos cariocas que utilizavam a duras penas a pista para eventos como a arrancada.
Essa é a realidade das corridas de rua.

  O Código Brasileiro de Trânsito tem suas leis contra os rachas, mas cabe ao Estado oferecer uma alternativa aos que cutuam a velocidade e punições mais severas aos que desrespeitam as leis, um episódio ocorrido no Velopark em Nova Santa Rita no Rio Grande do Sul, mais uma vez deixou claro que um acidente da mesma proporção teria sido fatal, no caso os pilotos Marcio Julio da Caravan TS (Traseira Super) branca e José Pasqualete no Gol FLD (Força Livre Dianteira) saíram ilesos apesar do estasdo final dos carros, isso prova que regras quanto a proteção dos pilotos e o pronto atendimento da equipe de resgate são mais do que eficientes nesses acidentes, na rua ambos teriam infelizmente perdido a vida e tirado a vida de pessoas que nada teriam a ver com o ocorrido, lugar de correr é na pista, lugar de entusiasta é revindicando por um automobilismo mais acessível e aos corredores de rua que repensem as atitudes, grande parte da marginalização dos carros preparados vêm de vocês.
  Não basta apenas arrancadas, as pistas deveriam comportam mais eventos de Track Day como no vídeo abaixo, onde qualquer carro pode correr desde que cumpra as regras da organização do vento.
Track Day, mais importante do que a competição é a diversão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos ou que não tenham relação com o assunto do blog não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...