quarta-feira, 19 de março de 2014

Mercedes-Benz Classe A (W 168)


  Lançado no Brasil em 1999, dois anos após seu lançamento na Europa. A propaganda enfatizava que qualquer um poderia ter um Mercedes, mas em pouco tempo isso se provou não ser verdadeiro, alto custo de manutenção aliado a um compacto de uma marca de prestígio internacional, no Brasil sai caro manter um carro nacional que não seja popular, imagine então um Mercedes-Benz? O carro tinha suas qualidades, ótimos itens de conforto e segurança.
  No Brasil o Classe era disponível em duas motorizações, A 160, com motor de 1,6 litro, 2 válvulas por cilindro que desenvolvia a potência máxima de 99 cv as 5250 rpm  e 14,8 kgf.m de torque as 4000 rpm, esse motor levava 11,3 segundos para atingir os 100 km/h e chegava a velocidade máxima de 178 km/h. Outra versão disponível era a A 190, basicamente o mesmo motor, mas com maior curso e diâmetro nos cilindros, o que elevava sua capacidade para 1,9 litro, esse motor desenvolvia 125 cv as 5500 rpm e contava com 18,4 kgf.m de torque disponíveis na mesma rotação do motor menor, o A 190 levava 9,4 segundos para sair da imobilidade e chegar aos 100 km/h e sua velocidade máxima ficava nos 190 km/h. Era ainda disponibilizado pela Mercedes o sistema de embreagem automática, onde não existia o pedal da embreagem, mas ela estava ali comandada por um módulo a cada troca de marcha, sistema curioso, mas que não obteve exito no mercado, em 2005 o Classe A deixou de ser produzido no Brasil e sua nova geração a W 169 passava a vir importada sem muito exito em vendas, na atual geração a W 176, o carro mudou por completo, assumiu as formas de um hatch, mais esportivo e convencional, tem tudo para fazer sucesso como o carro de entrada no mundo da estrela de três pontas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos ou que não tenham relação com o assunto do blog não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...