quarta-feira, 19 de novembro de 2014

BMW M3 E92


  A história do BMW M3 começa em 1986 com a geração E30. Os primeiros M3 eram disponibilizados nas carrocerias cupê e conversível e, contava com três opções de motorização, ambas com bloco de quatro cilindros em linha, sendo duas com motor de 2,3 litros que entregavam 192 cv ou 212 cv, a outra versão contava com motor de 2,5 litros de 235 cv, todas as versões contavam com cabeçote de 16 válvulas.A carroceria alargada em relação aos outros série 3 não era apenas estético, mas melhoravam a aerodinâmica do carro, a suspensão contava com buchas mais rígidas e uma calibração mais voltada ao desempenho, o sistema de freios também era revisto afim de segurar seu desempenho notável para a época.
BMW M3 E30.
  Em 1992, chegava a segunda geração da M3 com o código de fábrica E36, essa geração era maior do que a anterior e contava também com uma motorização maior, agora o motor passava a ter seis cilindros em linha. Essa geração ficou conhecida também por sua produção norte americana com menor potência e algumas diferenças em relação ao modelo alemão, além do cupê e do conversível, nessa geração era disponibilizada a carroceria sedã para o M3. O modelo americano contava com o motor S50B30US de 3 litros que desenvolvia a potência de 240 cv e contava com 31,1 kgf.m de torque, o modelo podia vir equipado com transmissão manual ou automática de 5 velocidades. No modelo alemão o motor era atualizado a partir de 1995, esse motor era o S50B32 de 3,2 litros esse motor desenvolvia 338 cv de potência máxima e torque de 37,2 kgf.m, a transmissão era manual ou automática de 6 velocidades e ainda contava com a transmissão SMG, automatizada de 6 velocidades, todas M3 com carroceria E36 tinham a velocidade máxima limitada em 250 km/h.
BMW M3 E36 na carroceria sedã.
  No ano 2000, surgia a terceira geração da M3 a E46, assim como a geração anterior, estava disponível em duas opções de modelo, o alemão e o norte americano, nesse ultimo apenas a calibração do motor era diferenciada, já que o modelo era importado da Alemnha. O motor era um 6 cilindros em linha com código de fábrica SS4 de 3,2 litros, esse motor era derivado do M50/M52 dos antigos M3. Ambas configurações desenvolviam 338 cv de potência o torque era de 36,2 kgf.m no modelo alemão e 27,4 kgf.m para o mercado americano. Ambos modelos contavam com a limitação eletrotônica de velocidade e podiam ver com o cambio SMG de segunda geração, melhor do que o problemático de primeira geração, nessa geração o sedã não foi oferecido.
BMW M3 E46 na versão CSL.
  A quarta geração da M3 contou com 3 códigos de carroceria, a E90 identificava a versão sedã, a E92 era a denominação do modelo cupê e por fim a E93 que definia a configuração conversível da M3. O motor passava a ser um V8 de 4 litros conhecido por S65, esse motor desenvolvia 414 cv a 8300 rpm e contava com um torque máximo de 40,8 kgf.m a 3900 rpm. A transmissão era feita por uma caixa Getrag de dupla embreagem que faz as mudanças em décimos de segundos. A aceleração de 0 a 100 km/h 4.6 segundos no cupê e no sedã e 5,1 segundos na carroceria conversível, a velocidade máxima era de 286 km/h  limitada eletronicamente. Nesse ano foi lançada a nova geração da M3 a F90, mas o curioso é que a M3 agora serve para denominar a versão sedã, a conversível e cupê passam a se chamar M4, mas esse assunto fica para um futuro onde as informações sobre o modelo seja mais abundante.
BMW F90, M3 em azul com 4 portas e M4 amarela na carroceria cupê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos ou que não tenham relação com o assunto do blog não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...