sábado, 29 de novembro de 2014

Uma homenagem ao eterno Roberto Gómez Bolaños, carros do Chaves e Chapolin Colorado.


A clássica Barriga do Sr. Brasilia, digo a clássica Brasilia do Sr. Barriga.
Esse é um blog automotivo, tudo bem, mas não poderia de expressar aqui minha homenagem a um grande herói não apenas da infância, mas aquele em que sua frases marcarão toda minha vida, sim, ontem perdemos um gênio do humor, Roberto Gómez Bolaños, eternizado como Chaves e Chapolin Colorado. Seu humor não era apelativo, nem era era seu objetivo fazer apenas rir, por trás das histórias e das trapalhadas que se passavam naquela humilde vila ou nos mais diversos locais com os mais diferentes tipos de bandidos ou situações, havia sempre uma bela mensagem por trás das risadas, bandidos arrependidos, pessoas repartindo o pouco que tinham, os seriados mostravam uma realidade ainda viva nos dias atuais por toda América-Latina, e olha que já são mais de 30 anos desde que o primeiro episódio foi ao ar.
Chegando a Acapulco a bordo de um VW Safari.
Na Expedição Arqueológica, uma picape Chevrolet atolada.
  Mas voltamos ao tema do blog, os carros. Sim eles estiveram presentes no Chaves, quem não lembra da camionete do Senhor Barriga, uma Brasilia, carro nacional que foi vendido no México, e o fato de o dono da vila ter uma mostra que a forte ligação da série com o Brasil não é algo que ocorre por acaso. Quando o Sr, Barriga vai com Chaves para Acapulco, outro carro da Volkswagen aparece, é o Typ 181, versão civil do Kubelwagen que no México recebia o nome de Safari e foi oferecido entre os anos de 1972 e 1983, onde vendeu pouco mais de 20 mil unidades. No seriado Chapolin Colorado como não lembrar do clássico episódio do bandido Mão Negra, nesse episódio aparece um Opel Olimpico, equivalente do nosso Opala vendido no México, no episódio Operação Tripa Seca podemos ver outra referência a um automóvel na série onde o protagonista surge de dentro de um Datsun Bluebird. E como não lembrar do episódio O Pelotão de Fuzilamento onde tentam atravessar a fronteira e a camionete fica atolada, era uma Ford F150, temos ainda o episódio da expedição arqueológica onde outra picape aparece atolada, desta vez uma picape Chevrolet com caçamba Step-Side.
O mais clássico carro que aparece no Chapolin no episódio do bandido da mão negra, um Opel Olimpico, parente direto do nosso Opala.
Mais uma picape atolada tentando atravessar a fronteira no episódio O Pelotão
de Fuzilamento, desta vez uma Ford F-150.
  Bom, essa é a singela homenagem desse blog à esse verdadeiro gênio do humor, o Chespirito jamais deixará de habitar nossas lembranças e nossos corações com sua repetidas frases que nunca perdem o sentido, com a eterna magia de ser uma criança eterna, nesses dias tristes devemos lembrar de todo seu legado de alegria, afinal até o seu último momento Roberto Gómez Bolaños manteve viva a juventude que nunca morrerá.
Na Operação Tripa Seca, o Chapolin surge de dentro de um Datsun Bluebird.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos ou que não tenham relação com o assunto do blog não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...