quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Guia dos desesperados: O que a parte interna diz sobre o carro.

 
Passamos pela aparência externa, agora é hora de dar uma conferida no interior do carro, assim como a parte externa ele diz muito sobre os cuidados do dono anterior e o real uso do carro, muitas vezes não damos conta dos detalhes da parte interna do carro que queremos comprar, mas com o tempo a frustração é grande, uma vez que é na parte interna do veículo que passamos a maior parte do tempo e coisas desagradáveis aqui será um aborrecimento constante, principalmente para quem enfrenta trânsito quase que diariamente.
  A primeira sensação ao abrir a porta não é visual, mas sim olfativa, se o veículo estiver fechado sob o sol os odores podem ser ainda potencializados. O interior de um carro pode guardar diversos odores desagradáveis, cheiro de suor, umidade (o famoso cheiro de cachorro molhado), azedo, cigarro ou mofo, cada um desses odores tem uma causa, algumas obvias como no caso do suor e do cigarro e outras que podem demonstrar problemas estruturais ou falta de higiene, A umidade pode indicar problemas diferentes, tentativa de limpeza mau sucedida, carro recuperado de enchente ou problemas com a vedação das borrachas. O cheiro azedo geralmente esta presente em carros de pessoas que têm filhos, leite ou iogurte derramados são os principais causadores desse transtorno, Carro com cheiro excessivo de odorizador artificial ou produto de limpeza pode ser uma tentativa de mascarar algum cheiro desagradável.
  Chega a hora propriamente dita de examinar bancos, carpete, teto e enxertos de tecido nas laterais de porta, essa parte é muito importante, pois além de indicarem falta de higiene, pode mostrar indícios de mal uso e quilometragem incompatível com a mostrada no painel. Bancos com tecido esgarçado ou couro ressacado são grandes indícios da alta quilometragem, essa é confirmada pelo desgaste no carpete próximo aos pedais e, desgastes no volante e alavanca de câmbio, quando esses 2 últimos itens estão com sinais aparentes de desgaste pode ser que o antigo dono possa ter índices de ácido úrico elevado, mas os restante confirma se o carro é ou não muito rodado. Tecidos do teto amarelado é sério indício de um ex-dono fumante, assim como pequenas queimaduras em tecidos e plásticos, bancos com rasgos e custuras soltas podem indicar o transporte de grandes volumes ou materiais afiados, manchas como já foi dito indica falta de higiene, infiltração ou uma possível enchente. Poeira em excesso demonstra que o veículo costuma rodar por estradas empoeiradas, ou má vedação nas borrachas, enxertos de tecido soltando pode revelar desgaste, limpezas feitas de forma agressiva e, em alguns carros falhas de projeto. Algo desagradável são os pelos de animais, sobretudo para pessoas alérgicas. Partes plásticas devem ser checadas quanto ao alinhamento entre elas e riscos, no painel e em portas com alto-falantes integrados podem demonstrar desmontagens feitas sem muito critério.
Manopla de cambio e volante descascando podem indicar que a quilometragem do painel foi adulterada, assim como desgastes no tecido/couro dos bancos.
  Para finalizar o interior, podemos checar o porta-malas, observar cuidadosamente a forração quando essa for de carpete, pois elas podem soltar deixando um aspecto de falta de cuidado, rasgos podem indicar transporte de objetos perfurantes sem proteção, vestígios de furos para som também é um ponto a ser observado. Carros com acabamento plástico no compartimento de carga devemos observar trincas, peças quebradas ou soltas que podem ser uma fonte de ruída, caso haja porta objetos cheque a integridade dos mesmo, não deixe de observar a presença do estepe, triangulo, macaco e chave de roda, itens obrigatórios e que podem fazer falta em emergências, o estado da roda de emergência pode denunciar a troca do equipamento, uma vez que em um carro pouco rodado, obviamente o pneu reserva não deve estar careca. Um carro com interior limpo e de preferência recentemente higienizado é sem duvidas a melhor escolha.
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos ou que não tenham relação com o assunto do blog não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...