segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Arrefecimento e ar-condicionado: Problemas do verão.


Quando as temperaturas começam a subir na primavera, anunciando que em breve o verão estará em seu auge com todo seu calor intenso, muitas pessoas acabam tendo que fazer manutenções corretivas em seus carros de forma inesperada. O sistema de arrefecimento passa a ser mais exigido, a falta de manutenção muitas vezes se anuncia por forma de vapor, termômetro nas alturas e até mesmo danos ao cabeçote que em muitas vezes atingem até mesmo o motor.
  O sistema de arrefecimento, responsável por manter o motor em sua faixa ideal de trabalho é constantemente negligenciada. Uma grande parcela dos carros que rodam por nossas vias não contam sequer com aditivo no sistema, rodando apenas com água, como consequência, o sistema começa a sofrer com oxidações que com o tempo atacam componentes e, consequentemente vazamentos. Não existe vazamento pequeno, o menor deles já altera o sistema, pois há perda de pressão e a entrada de ar no sistema pode causar a cavitação, são bolhas de ar que sob pressão agridem metais. além do aditivo que deve ser trocado uma vez ao ano, deve-se atentar a válvula termostática, o sintoma que ela esta ineficiente são o alto consumo de combustível e, a queda de temperatura excessiva em rodovias, indicando que a válvula travou aberta o que é mais comum de acontecer, quando a mesma trava fechada o carro superaquece, o que representa um grande risco de queima da junta do cabeçote. Outro item que se deteriora com o tempo são as mangueiras, já que a borracha resseca, algo que é acentuado pelo etilenoglicol presente nos aditivos originais recomendados pelas montadoras.
  Outra surpresa desagradável é estar preso no transito, ligar o ar-condicionado e, um cheiro terrível toma conta do carro ou pior, o equipamento simplesmente não funciona. O ar-condicionado não é utilizado com frequência por todos motoristas, alguns não gostam, outros acham que aumenta muito o consumo e, alguns utilizam o equipamento apenas em dias de calor extremo, É importante fazer o sistema funcionar por alguns minutos ao menos uma vez por semana, a falta de uso pode prejudicar algum componente do sistema. A manutenção do ar-condicionado é simples na grande maioria dos carros, bastando apenas trocar o filtro de cabine periodicamente e, fazendo uma higienização ao menos uma vez ao ano, quando se percorre lugares muito empoeirados, o filtro deve ser substituído em intervalo menor. Quando o sistema perde a eficiência é necessário verificar se não existem vazamentos e completar o gás refrigerante. Alguns carros não contam com filtro de cabine, a limpeza manual da caixa evaporadora pode ser necessária nesses casos, é mais complexa, mais cara, pois requer a desmontagem do painel, mas é eficiente e evita problemas de saúde.
  O calor acaba trazendo a tona esses problemas, o ideal é fazer a manutenção preventiva desses componentes uma vez ao ano, fora da época onde o calor é maior, além da prevenção ser mais em conta, evita transtornos como ficar parado na rua esperando um guincho ou, passar calor por ter esquecido a troca de um simples filtro, na primavera e no verão, apesar de no nosso país ter calor praticamente o ano todo, é a época onde as oficinas especializadas em sistemas de climatização e arrefecimento mais enchem, aumentando o tempo de permanência do carro na oficina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos ou que não tenham relação com o assunto do blog não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...